Portugal PT
Alterar país

Compreenda o seu pneu

Fabrico de pneus – as etapas

Os componentes dos pneus são montados numa máquina de construção de pneus, para fabricar um pneu

Mistura de borracha

A mistura de borracha dos seus pneus pode conter até 30 ingredientes diferentes, com várias proporções que afectam as características de desempenho do pneu. Durante o processo de mistura, as borrachas, os enchimentos e outros ingredientes essenciais são misturados para criar um composto negro e viscoso que será então cortado.

Os componentes dos pneus são montados numa máquina de construção de pneus, para fabricar um pneu

Corte

A mistura de borracha arrefecida é cortada em faixas numa instalação de corte especial. Estas faixas irão formar a estrutura básica do pneu. Outras partes do pneu também são preparadas durante o processo de corte, algumas das quais são revestidas com um tipo de borracha diferente.

Os componentes dos pneus são montados numa máquina de construção de pneus, para fabricar um pneu

Largura do pneu

Durante a etapa de construção, o pneu é construído a partir do interior e os componentes (elementos têxteis, talões, cintas de aço, lonas, pisos e outras peças) são colocados numa máquina de construção de pneus que assegura que cada peça é colocada no lugar certo. O resultado final, conhecido como "pneu verde", tem um aspecto semelhante ao do produto concluído.

Os componentes dos pneus são montados numa máquina de construção de pneus, para fabricar um pneu

Cura

O pneu verde é "curado" numa máquina de vulcanização. Esta máquina usa moldes quentes para comprimir todos os componentes. O pneu é moldado na forma final durante a etapa de cura e é gravado no mesmo o padrão do piso e as marcas de flancos.

Os componentes dos pneus são montados numa máquina de construção de pneus, para fabricar um pneu

Inspecção

Todos os pneus Sava são minuciosamente inspeccionados antes de estarem prontos para serem enviados aos revendedores. O processo de inspecção envolve verificações visuais realizadas por especialistas treinados, bem como testes mecânicos que irão identificar até mesmo a mais pequena falha ou potencial defeito. Uma selecção de pneus é submetida a verificações com raios-X, que detectam o mais pequeno problema interno. Outros pneus serão seleccionados aleatoriamente de cada lote e são cortados pelos engenheiros de controlo de qualidade para assegurar que a sua construção cumpre os nossos elevados padrões.

As partes de um pneu

Lonas: A estrutura interna do pneu consiste em camadas de tecido, denominadas lonas, que são constituídas por uma malha de tecido revestida com borracha. A construção das lonas permite que os pneus sejam flexíveis, impedindo, no entanto, elasticidade. A maioria da força dos pneus é proveniente de uma camada robusta de lona, chamada "tela carcaça", junto ao revestimento interno do pneu.

Talões: Os talões criam um vedante hermético entre o pneu e a jante da roda. São criados a partir de metal forte entrançado e são revestidos com borracha.

Cinta: A força do pneu é aumentada por cintas de aço (folhas de fio de aço trançado revestidas com borracha) que proporcionam rigidez. Alguns pneus incluem a adição de um cabo de Kevlar às cintas para força adicional, vida útil mais longa e resistência a danos.

Flanco: A parte do pneu entre o talão e o piso. O flanco do pneu é feito de borracha espessa, que aumenta a estabilidade lateral do pneu. Todos os flancos dos pneus têm gravadas as informações essenciais sobre o pneu, incluindo o tamanho, as características de desempenho e a pressão recomendada.

Ombro: A extremidade biselada na qual o piso entra em contacto com o flanco é conhecida como ombro do pneu. O design do ombro é um factor importante no desempenho em curva do pneu.

Piso: A área larga de borracha mais suave que entra em contacto com a estrada e proporciona aderência e amortecimento ao pneu. O design do padrão do piso e o composto de borracha utilizado na sua construção são dois dos factores mais importantes para determinar o comportamento de cada pneu.

Sulcos e lamelas: Sulcos profundos entre os blocos do piso têm um papel fulcral quanto a permitir que o pneu disperse água, lama e neve. Pequenas fendas nos blocos do piso conhecidas como lamelas foram concebidas para proporcionar maior aderência. Os padrões dos sulcos e das lamelas são especialmente importantes em pneus concebidos para condições extremas, como, por exemplo, os pneus de Inverno.

Coluna: A linha sólida ao longo da parte central do pneu é denominada coluna. A sua função consiste em proporcionar um reforço adicional ao pneu.